Mitos e Verdades sobre Piolhos em Cabelo Infantil

Existe muitos mitos acerca dos piolhos e lêndeas que se tornaram populares, e por falta de informações, muitas crianças sofrem quando esses insetos estão na cabecinha, o desespero e as informações erradas faz com que se coloque em risco a saúde dos fios e até a vida das crianças.

Vou falar um pouco sobre Mitos e Verdades sobre Piolhos em Cabelo Infantil #vamosaprender?

Piolho pula ou voa.

Mito: A anatomia do piolho não permite que ele pule ou voe. Eles (macho e fêmea) tem 6 pernas que os fazem agarrar e andar rapidamente pelos fios.

Piolho é um inseto

Só tem piolho quem não tem higiene ou pessoas de baixa renda.

Mito: piolho não tem nada a ver com renda e quanto mais limpo o cabelo, melhor será para o piolho transitar e se reproduzir. Isso não quer dizer, que se deve deixar o cabelo sujo pois isso não irá preveni-los, mas deve-se exterminar esse tipo de cultura que não condiz com a realidade.

Criança tem o sangue “doce” e tem mais piolho que adulto.

Mito: adultos percebem que estão com piolho e começa os cuidados mais rapidamente que a criança, a criança não sabe identificar que está com piolho, nem cuidar, como o piolho tem um ciclo de crescimento e reprodução muito rápida acabam ficando com mais piolho que os adultos.

Nas escolas brasileiras, a cada 10 crianças, 3 ou 4 tem ou terão piolho.

Meninas tem mais piolhos.

Verdade: pelo comportamento da maioria das meninas, que é de abraçar e ficar bem próximas, brincar de pentear cabelo, compartilhar prendedores e outros, tendo esses gestos de carinhos, elas acabam facilitando o transito do piolho pelas cabecinhas.

Achei uma casca do piolho ou lêndea e estavam mortos ou vazio.

Mito: a casca da lêndea significa que ele já eclodiu, e um piolhinho nasceu e está pela cabeça. A casca do piolho significa que ele cresceu ou seja ele mudou de fase e está também por ai.

As fêmeas do piolho vivem em media 30 dias e pode colocar de 150 a 350 lêndeas

Ter piolho não faz mal, pois ele é inofensivo.

Mito: não é bem assim, existem 3 tipos de piolhos e eles causam alguns problemas a saúde. O piolho capilar (que estamos falando) em muitos casos causam um quadro de anemia nas crianças. Existe também os casos indiretos em que a criança coça tanto ou com tanta força, que ferem o couro cabeludo de uma tal forma, que pode virar uma porta de acesso a alergias e doenças do couro cabeludo.

No Verão as crianças tem mais piolhos.

Verdade: o piolho gosta de ambiente quentes, isso pode acelerar a eclosão e o ciclo de vida deles. Porém mesmo gostando de ambientes quentes, o piolho não suporta temperaturas altas, como do secador e prancha.

O uso de Shampoos próprios para piolhos e Remédios via oral matam as lêndeas.

Mito: não existe um produto ou remédio que mate a lêndea. O que extermina as lêndeas são a catação(tira-las do fio) seja manual ou através do pente fino e o descarte correto. Os Shampoos servem para “sufocar” ou deixar “tonto” facilitando a retirada com pente fino. Já os remédios via oral como Ivermectina e derivados, servem para tratar parasitose, eles até fazem efeito em alguns piolhos, porém só devem ser usados com prescrição medica pois sua posologia dependem do peso e faixa etária da criança (crianças com baixo peso ou abaixo de 5 anos não podem usar sem orientação medica), pois não foi aprovada pela FDA (agencia americana que controla remédios e alimentos) para o uso em pediculose.


Quer saber mais? Toda semana libero conteúdo novo e grátis, no nosso canal é só clicar aqui e se inscrever, você ficará por dentro de todas as novidades.


Passar inseticida(comum ou agrícola), remédio da dengue, tinturas e químicas matam os piolho e lêndeas.

Mito: muitos se confundem ao achar que usando esses tipos de venenos e químicas vão eliminar os piolhos e lêndeas por eles serem insetos, mas na realidade eles não funcionam com piolhos e lêndeas. Fora isso a criança corre risco de vida e podem sofrer queda capilar, intoxicação, alergias, problemas respiratórios e outros. Já houve casos de morte infantil devido esse tipo de comportamento.
Abaixo um vídeo com receitas caseiras naturais que eu uso e dão muito certo:

Outros Óleos essenciais e vegetais que podem substituir os citados no vídeo:

Óleos Essenciais:

  • Óleo essencial de Andiroba
  • Óleo essencial de Lavanda
  • Óleo essencial de Tea Tree ou Melaleuca
  • Óleo essencial de Neem (contra indicado para menores de 3 anos e gestantes).

Obs.: os óleos citados acima não devem ser administrado via oral, e/ou sem diluir. A aplicação deve ser feita nos fios, nas proporções citadas no vídeo acima.

Quer dicas personalizadas? Clique aqui.

Óleos Vegetais

  • Óleo vegetal de Coco
  • Óleo vegetal de amêndoas
  • Azeite de Oliva extra virgem

Espero que tenham gostado gatas, deixe nos comentários as sua duvidas, beijos no coração.

Este blog é feito com muito carinho e trabalho, se precisar de algum trecho ou foto mencione o nome do blog. As Imagens aqui colocadas são de arquivo pessoal ou da internet caso haja direitos autorais, por favor me procure. A Anvisa pede aos pais e/ ou responsáveis que façam um teste de mecha antes de utilizarem quaisquer produto ou técnica, é proteção para você e seu bebê. Crianças peçam ajuda aos pais e/ou responsáveis. As empresas mudam constantemente os ingredientes do seus produtos, portanto antes de comprar verifiquem a composição.Obrigada por estar aqui e leiam os nossos outros posts.

Deixe uma resposta